Carta de Apoio do Cress/MT aos estudantes de Serviço Social da UFMT

 

CARTA DE APOIO

O Conselho Regional de Serviço Social (CRESS/MT) 20ª Região – Gestão 2017-2020, “Resistir na luta, Serviço Social Presente e Forte” manifesta a solidariedade as/aos estudantes de Serviço Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), juntamente com estudantes de outros cursos, que desde o início do ano realizam plenárias, assembleias, manifestações e ocupações nos diferentes espaços da Universidade, em defesa da Universidade pública.

Nessa perspectiva, estudantes estão questionando a proposta de uma nova política de alimentação da UFMT no Restaurante Universitário (RU), que pretende aumentar o valor cobrado pelas refeições no local, que atualmente é de R$ 1,00.

Consideramos legítima a reivindicação do Movimento Estudantil de Serviço Social (MESS) e o processo de organização política juntamente com outros/as estudantes pela manutenção do valor pago pela refeição, articulada em defesa da Assistência Estudantil de qualidade. Além disso, os estudantes de Serviço Social mostraram que estão sintonizados/as com a campanha do Conjunto CFESS-CRESS para o dia do/da Assistente Social de 2018, que ressalta o contexto de desmonte das políticas sociais: “Nossa escolha é a resistência, somos classe trabalhadora! Em defesa dos direitos da população e do trabalho profissional”.

Coerente com os princípios e pressupostos do Projeto de Formação Profissional, o Cress/MT reafirma o seu posicionamento contrário à criminalização de estudantes do curso de Serviço Social da UFMT, que constroem e fortalecem a greve estudantil e o movimento de ocupação. Assim como às ações que desqualificam estudantes como suspeitos, a resistência como ameaça, descaracterizam a universidade pública e chancelam o caráter de punição mediante autorização de reforço policial.

Diante da lógica perversa que apreende as expressões da Questão Social como questão de polícia e que exige construção coletiva de estratégias diante da negação dos direitos sociais e necessidades humanas, como o direito a alimentação de qualidade e universal, é instigante a ousadia e resistência de estudantes e futuros/as profissionais que defendem a Universidade pública.

Para estudantes que estão na universidade.

Para as pessoas que se formaram, e estudantes que não permaneceram.

Para as pessoas que não entraram e lutam para entrar.

Por nós, classe trabalhadora!

CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL 20ª REGIÃO  CRESS/MT

 

 

 


publicado 21/06/2018 17:21 notícia