Comissão de Formação Profissional

Tem por finalidade fortalecer e promover a articulação ético-política, técnico-operativa e teórico-metodológica da categoria profissional, por intermédio de ações que fortaleçam o processo de formação e o exercício profissional. Atua na perspectiva de fortalecer a articulação entre a formação e o exercício profissional, estimulando a criação de mecanismos para qualificação profissional como requisito para valorização da profissão.  Objetiva, contribuir para a qualificação do exercício político e profissional do Assistente Social, fortalecendo suas relações com outras categorias profissionais e estimulando a educação permanente acerca das diversas temáticas pertinente à profissão dando cumprimento à Política Nacional de Educação Permanente do Conjunto CFESS/CRESS. Tem por finalidade também discutir  a interlocução do exercício profissional de assistentes sociais com o estágio supervisionado, apresentando às entidades que acompanham a formação os dados coletados pela COFI sobre a supervisão de estágio e fortalecendo o Fórum de Supervisão da ABEPSS. Bem como discutir  estratégias de formação  continuada para assistentes sociais, mobilizando as universidades cursos de diversas naturezas voltadas para a qualificação e aprimoramento profissional.

Atua na defesa de um projeto de formação profissional referenciado nas diretrizes curriculares aprovadas pela ABEPSS (1996), e estabelece articulação com as Unidades de Formação, com a ABEPSS e ENESSO para defesa da formação profissional com qualidade.

Reúne mensalmente assistentes sociais, estudantes e demais sujeitos interessados nos debates sobre a formação profissional das assistentes sociais. Portanto, conta também com a participação da ABEPSS (Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa e Serviço Social) e da ENESSO (Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social).

 

Coordenadora: Conselheira Lenil da Costa Figueiredo


publicado 23/06/2016 16:04 notícia