CRESS-MT elege nova diretoria nesta sexta (17)

O Conselho Regional de Serviço Social (CRESS-MT) elege nesta sexta-feira (17.03) a nova composição da diretoria para o triênio 2017-2020. Dois mil assistentes sociais registrados no Conselho estão aptos a votar em todo o Estado de Mato Grosso.

A atual vice-presidente do CRESS-MT, Lenil da Costa Figueiredo defende a eleição como uma forma da categoria participar legitimando o processo democrático de escolha da nova gestão. “O profissional deve lembrar que o Conselho sobrevive da participação coletiva, importante para a efetivação das bandeiras de luta do conjunto Conselho Federal e Estadual de Serviço Social”, ressalta.

Em relação ao processo eleitora, Inara Koga, membro da Comissão Regional Eleitoral, explica que apenas uma chapa concorre ao pleito, a “Resistir na luta, Serviço Social presente e forte!”.

Para votar, a comissão eleitoral vai disponibilizar três urnas em Cuiabá e uma em Várzea Grande. Aqueles que têm domicílio no interior estão votando pelos Correios e o voto será válido desde que a correspondência chegue até o dia 17.

Inara Koga informa que uma urna será instalada na sede do CRESS, localizada na Rua Batista das Neves, nº 22, Edifício Comodoro, Salas 303 e 304. Neste local a eleição ocorrerá das 9h às 18h.

Em Cuiabá também haverá urnas no setor de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Gestão (Seges), no Centro Político e Administrativo, e outra no Bloco A do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Em Várzea Grande, a urna ficará no auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social, na Avenida Castelo Branco, Centro Sul.

Nestes três últimos lugares o horário de votação será às 9h às 17h. A Comissão Regional Eleitoral teve o cuidado de distribuir os locais de votação de acordo com o endereço dos assistentes sociais para facilitar a locomoção e garantir quórum.

Em cada mesa eleitoral haverá presidente, mesário e suplente, todos assistentes sociais.

Quem pode votar

Estão aptos a votar neste pleito todos os assistentes sociais em dia com a anuidade referente a 2016. “Importante esclarecer que ninguém é obrigado a votar e também não há multa para quem não comparecer às urnas. O voto é democrático, porém muito importante para referendar a nova diretoria”, pontua Inara Koga.

Pelos Correios

A votação para quem reside em outros municípios mato-grossenses já está ocorrendo. Inara Koga explica que os assistentes sociais receberam em suas residências a cédula em envelope lacrado acompanhado de um envelope selado para que ele possa postar o voto nos Correios endereçado ao CRESS-MT. Aproximadamente 1 mil assistentes sociais estão tendo a oportunidade de votar nestas condições.


publicado 17/03/2017 12:34 notícia