Cress/MT finalizou o Curso de Multiplicação Ética em Movimento

Participaram do treinamento conselheiras do Cress, agentes fiscais e assistentes sociais de base

Neste contexto demarcado por reformas regressivas, precarização do trabalho e negação/violação dos direitos, o projeto ético-político do Serviço Social é constantemente desafiado. E como uma forma de atualização profissional e reflexão do projeto o Conselho Regional de Serviço Social 20ª Região (Cress/MT) realizou nos dias 03, 24 e 31 de agosto o Curso de Multiplicação Ética em Movimento, na Unic Barão, em Cuiabá. Participaram do treinamento conselheiras do Cress, agentes fiscais e assistentes sociais de base.

O curso contribuiu para uma reflexão crítica dos fundamentos, valores e princípios do Código de Ética Profissional e ampliou o debate ético no âmbito da atividade profissional, política, social e dos direitos humanos, ultrapassando a sua dimensão meramente legal e formal.

Segundo a facilitadora e presidente do Cress/MT, Andreia Amorim, o curso incentivou a reflexão teórica, exercitou a indagação crítica acerca dos valores éticos, propiciou uma aproximação entre a vida social e profissional; entre o cotidiano e a sua suspensão.

“Ao encerrar este curso posso dizer que os objetivos foram alcançados. Por meio dos quatro cadernos, dos filmes, muitas discussões levaram o grupo a ricas e consistentes reflexões sobre os desafios e possibilidades. E a partir disso, os trabalhos em grupo evidenciaram um esforço coletivo na busca de estratégias para aprofundarmos no campo da ética”, contou.

Amorim destacou que o curso foi transformador, pois trouxe elementos essenciais que levaram a turma a ressignificar sua prática profissional, a rever posturas e se reoxigenar para os tempos de luta.

“O Módulo dos Direitos Humanos, por exemplo, nos fez pensar nos processos pelos quais passam os assistentes sociais, na formação e no cotidiano de trabalho. E como o ambiente de defesa dos princípios democráticos, emancipatórios vão se aperfeiçoando e constituindo como mediadores/as, na medida que se envolvem com temáticas de interesse da categoria. Desta maneira se apropriando das questões que afetam os usuários podendo assim, atuar de forma mais comprometida com a classe trabalhadora”, finalizou.

Para a assistente social e coordenadora da Comissão Sociojurídica do Cress/MT, Silbene Santana de Oliveira, o curso fortaleceu o debate sobre a ética e o fazer profissional. “Os encontros foram maravilhosos principalmente pra mim que me graduei já há algum tempo. Lembro que 10 anos atrás fiz o Curso Ética em Movimento e agora novamente ele proporcionou uma atualização profissional, uma oportunidade de se fazer uma reflexão ética. A realidade social é dinâmica e o curso contribui para abordagens críticas e reflexões coletivas diante das formas particulares de violação de direitos e de desumanização, presentes na realidade social e profissional”, pontuou.

A assistente social da Prefeitura de Cuiabá, Cristiane Lopes também destacou o enriquecimento profissional, que o curso proporciono. “As vezes na prática, no dia a dia da profissão não temos tempo de refletir sobre as ações, o código de ética acabando ficando um pouco de lado. E em momentos como esse que retomamos os princípios, refletimos sobre ele isso acaba melhorando nossa pratica. E para mim toda vez leio o código de ética tenho uma nova interpretação. Os meus 15 anos de profissão ampliaram meu campo de visão, e hoje vejo com outros olhos a questão da emancipação humana, do pluralismo, e outros pontos diferente da minha época de faculdade”, afirmou.

Mesma visão da assistente social e conselheira do Cress/MT, Tatiane Refosco. “Foi realmente um oportunidade de resgatar tudo aquilo que estudamos na faculdade agora como profissionais e com uma nova roupagem. Abordando questões atuais como o avanço do conservadorismo, do neoliberalismo, o desmonte das políticas sociais, a atual conjuntura. Um treinamento de sumo importância para nossa atuação e que com certeza valeu a pena”, ressaltou.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Cress/MT – ÍconePress


publicado 02/09/2019 17:49 notícia