Cress/MT participou de curso ‘Ética em movimento’, que reuniu assistentes sociais de todo Brasil

Assistentes sociais do Conjunto CFESS-CRESS participaram do evento de 02 a 10 de novembro, em São Paulo

O Conselho Regional de Serviço Social 20ª Região (Cress/MT) participou de 02 a 10 de novembro da 16ª edição do Curso de Capacitação para Agentes Multiplicadores/as do Ética em Movimento, em São Paulo (SP). O curso reuniu assistentes sociais das Comissões de Ética e Direitos Humanos (CEDH) do Conjunto CFESS-CRESS e possibilitou a apreensão crítica da natureza histórica e política da ética social e profissional, bem como dos direitos humanos.

Com uma carga horária de 64 horas o evento contribuiu também para uma reflexão crítica dos fundamentos, valores e princípios do Código de Ética Profissional. E ainda ampliou o debate ético no âmbito da atividade profissional, política e social e dos direitos humanos, ultrapassando a sua dimensão meramente legal e formal.

O curso, coordenado pela CEDH/CFESS, foi dividido em quatro módulos – Ética e história; Ética e trabalho profissional; Ética e direitos humanos; e Ética e instrumentos processuais – ministrados respectivamente pelas professoras Lúcia Barroco (PUC-SP), Cristina Brites (UFF/Rio das Ostras), Silvana Mara de Morais dos Santos (UFRN) e Sylvia Terra (assessora jurídica/CFESS).

As professoras que ministram as aulas expositivas e dialogadas perpassaram por temas como mediações morais e vida cotidiana, questão social, neoconservadorismo e irracionalismo, concepções de direitos humanos, desafios éticos face à defesa Intransigente dos direitos humanos, entre outros, além de possibilitar um debate sobre o atual Código de Ética Processual. Além das aulas, ocorrem também apresentações de filmes e documentários.

“Além das inúmeras reflexões sobre ética profissional que o curso possibilita, podemos também aprofundar nosso conhecimento sobre uma das atribuições precípuas do Conjunto CFESS-CRESS, que é o de análise e julgamento de recursos éticos, conhecendo mais a fundo, por exemplo, as fases processuais”, explica a coordenadora da CEDH-CFESS, Daniela Möller.

 

Homenagem

É costume as turmas do curso escolherem um nome para representá-las. Neste ano, os/as participantes homenagearam a assistente social e ex-conselheira do CFESS, Marylucia Mesquita, morta em 2017.

Marylucia Mesquita foi uma das fundadoras do projeto Ética em Movimento, nos anos 2000, e coordenou a CEDH/CFESS (2011-2014). Sempre ressaltou a relevância do curso: “ao provocar a sensibilidade ética dos sujeitos profissionais que lidam cotidianamente com a violação de direitos como violência, convida corações e mentes a se despirem dos preconceitos, das armaduras do conservadorismo e do atalho imediatista que permeia o exercício profissional. Não é demais lembrar que, em tempos de barbárie sob o capital, torna-se imprescindível reafirmar princípios e valores no horizonte da emancipação humana, bem como reconhecer e fortalecer as conquistas históricas dos movimentos sociais comprometidos com uma ordem societária anticapitalista, não patriarcal, antirracista e não heterossexista”, disse em entrevista em 2013.

Para a presidente do Cress/MT, Andreia Amorim, a homenagem foi mais que merecida. “Mary nos representa e está presente, pois sua força de assistente social permanece viva entre nós. Sua garra nos encoraja a seguir em frente, juntos e juntas na defesa de todo direito humano, da ética e do projeto ético político do Serviço Social, que é fruto de construções históricas e coletivas. O compromisso de quem faz o curso não esgota com a multiplicação, pois o/a profissional que recebeu uma capacitação deste porte tem o dever de contribuir com a gestão dos CRESS por meio das comissões permanentes, temáticas bem como, integrar comissão de instrução de processos éticos, quando este estiver na condição de base”, afirmou.

Assessoria de Imprensa Cress/MT – ÍconePress com CFESS


publicado 14/11/2018 15:37 notícia