Encontro Estadual da Pessoa Idosa debateu políticas públicas para população idosa

 

Durante o evento foram realizadas oficinas técnicas com profissionais da assistência social

O Conselho Regional de Serviço Social 20ª Região (CRESS/MT) participou do Encontro Estadual da Pessoa Idosa, que aconteceu nesta terça-feira (07.11), no Conselho Regional de Contabilidade, em Cuiabá. O evento realizado pela Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas) por meio da Secretaria Adjunta de Assistência Social promoveu a sensibilização da rede socioassistencial de Mato Grosso quanto à importância da valorização da pessoa idosa por meio da efetivação de políticas públicas.

Durante o evento foram realizadas oficinas técnicas e palestras com orientações para o fortalecimento de políticas públicas na assistência social para a pessoa idosa.

Segundo a presidente do CRESS/MT, Andréia Amorim, o encontro foi de extrema importância para este público que avança na pirâmide populacional e que será majoritariamente feminina e requer medidas específicas. “De um lado é necessário a existência de políticas públicas na garantia dos direitos nas diversas áreas e de outro a família para zelar e respeitar pela pessoa idosa. Em uma sociedade que supervaloriza a ‘jovialidade’ tende-se a menosprezar o ‘velho’ ou idoso”, afirmou.

Andréia Amorim ainda pontuou que o respeito ao idoso começa na família e na escola. “Precisamos ensinar e estimular nossas crianças a terem esse respeito e fazer a nossa parte no convívio familiar, comunitário, onde quer que estejamos. Além de lutar para que o poder público cumpra seu dever, um exemplo é não deixar que o Governo Federal retroceda com relação ao Benefício de Prestação Continuada (BPC). Nós queremos que ele permaneça vinculado ao salário mínimo e que mantenha a idade de 65 anos conforme previsto na LOAS”, argumentou.

A Superintendente de Gestão Programas e Serviços Socioassistencias, Maysa Persona, falou sobre o objetivo do evento em relação às ações e orientações aos gestores da assistência social. “Nossa prioridade é embasar as equipes técnicas sobre os conceitos de envelhecimento para que eles possam atuar nas suas unidades”, disse.

Já a doutora em gerontologia da Unicamp, Leila Auxiliadora Sat’ana, enfatizou a necessidade de aprimorar as políticas publicas voltadas as pessoas idosas. “A população já se encontra num processo de envelhecimento avançado e a tendência e aumentar, principalmente nos países da América Latina. É preciso reorganizar as políticas publicas e atender essa demanda de uma maneira efetiva”.

O evento contou com apresentação do Coral da Terceira Idade da UFMT e debateu assuntos como: a rede de apoio e suporte social do idoso em comunidade; relato de experiência no trabalho com idosos no CCI; Novas regras para concessão e revisão de Benefício de Prestação Continuada entre outros.

Assessoria de Imprensa CRESS/MT – ÍconePress Assessoria de Imprensa & Agência de Conteúdo com Setas-MT 

 


publicado 08/11/2017 16:22 notícia