Nosso Plano é a saúde pública, estatal e universal!

A data de 7 de abril é marcada como o “Dia Mundial da Saúde” e, diante do cenário atual de mais um grave ataque à politica de saúde brasileira, a realidade nos exige reflexão e adensamento das lutas em prol dos direitos das/os trabalhadoras/es.

Por isso, o CFESS lança nesta sexta-feira (7/4) um manifesto de alerta e denúncia sobre os ataques que o Governo Temer (PMDB) tem lançado sobre a Seguridade Social, em especial, sobre a Saúde. O documento afirma que as propostas de planos populares de saúde reafirmam os valores neoliberais e não passam de uma forma de mercantilização dos direitos sociais.

“Os planos ditos ‘populares’ ou ‘acessíveis’ representam a possibilidade de rentabilidade para o setor privado e um prejuízo incalculável no campo do direito à saúde. Os efeitos do avanço dessa proposta são nefastos para trabalhadores e trabalhadoras, que, na prática, irão pagar por planos reduzidos em valor e também em cobertura, criando um fundo justificado pela falácia de que ele só será utilizado caso a pessoa adoeça. Porém, o que não é nem mencionado é que existe a grande possibilidade de uma pessoa idosa adoecer e, neste caso, terá que pagar para ter acesso a determinados procedimentos ou simplesmente não terá acesso”, diz trecho do CFESS Manifesta.

A publicação destaca ainda importância da mobilização popular em defesa da Saúde pública, estatal e universal, ressaltando o mote “Nosso plano é o SUS”!

Leia na íntegra o CFESS Manifesta do Dia Mundial da Saúde


publicado 07/04/2017 8:31 notícia